Expans?o, coloniza??o, descoloniza??o ? duas vers?es liter?rias dum processo hist?rico: As Naus de Ant?nio Lobo Antunes e Esta??o das Chuvas de Jos? Eduardo Agualusa

  • Anne Sletsj?e

Abstract

A apresenta??o quer discutir o que significa, dentro do contexto liter?rio p?scolonial, o termo descoloniza??o. Os textos que servir?o de base a este apuramento, s?o As Naus (1988) do portugu?s Ant?nio Lobo Antunes, e Esta??o das Chuvas (1996), do angolano Jos? Eduardo Agualusa. Ambos os livros tratam das v?rias facetas do processo descolonizador p?s-Revolu??o dos Cravos. No livro de Lobo Antunes, obra sob todos os aspectos muito complexa, o autor descreve ? ao introduzir no seu relato tamb?m personagens hist?ricas de outras ?pocas ? o regresso dos portugueses a ?Lixboa?. Os antigos colonos e donos das ?prov?ncias ultramarinas? representam agora os derrotados e expulsos; s?o os novos imigrantes do ?reyno?. A obra apresenta-nos, assim, o processo colonizador ao rev?s, como mais uma desloca??o hist?rica, enquanto a obra angolana, tamb?m ela estrutural e culturalmente complexa, mant?m o foco no territ?rio africano. No contexto hist?ricoideol?gico do ?ltimo romance, o termo descoloniza??o significa independ?ncia, a integridade da nova na??o. Significa, no entanto, tamb?m a necessidade de se definir, a n?vel nacional e individual, a quest?o de identidade.
Published
2006-01-01